sábado, 30 de agosto de 2014

Algumas dicas de cultivo de Haworthia e Gasterias

                                                                                                                                                                               Grande parte dessas lindas espécimes, vamos encontrar na exótica e linda África do Sul. 
Dentre todas as suculentas, as haworthias e as gasterias são as minhas preferidas.
Fortes e delicadas ao mesmo tempo. Esse contraste me atrai. 
Dá para formar coleções bonitas devido à diversidade de forma, cor, tamanho e estrutura da superfície das folhas e crescimento das plantas. 


HaworthiaAlém disso, sua natureza é exigente e se adapta a locais totalmente inadequados para outras suculentas. 
 Elas crescem tão bem em um peitoril da janela ou no exterior, elas têm necessidade de muita luminosidade, sem sol direto. 
A quantidade das regas, vai variar do clima de sua cidade e do tipo de vaso que esta plantada (cerâmica ou plástico), aqui em Salinas/MG/Brasil como estamos em uma região semiárida (altas temperaturas maior parte do ano e baixo índice pluviométrico), águo um pouco mais e mais um pouco, porque as plantei em vasos de cerâmica (cerâmica - o vaso absorve a umidade do solo), as que estão plantadas em plástico, rego uma vez na semana no inverno e duas vezes no verão. As deixo também um pouco protegidas das chuvas, e as que estão no tempo, o solo dos vasos são super bem drenados e solto.  
O crescimento é relativamente tranquilo (crescem bem moderadamente) e se multiplicam com facilidade através de mudas, estacas foliares, estacas de raiz, sementes e brotações pelas folhas. 
Ah! Quem quiser multiplicar através das sementes, lembrem que o melhor período para semeadura é no verão. Aqui no Brasil (hemisfério meridional) - dezembro, janeiro e fevereiro. Tem um poste ensinando a cultivar as sementes. 
Não tenho tido problemas das haworthias e gasterias em relação a pragas, são bastante resistentes. 














10 comentários:

Fátima Oliveira disse...

Oi Flávia!
Também gosto muito dessa especie, fica linda nos mini-jardins e são muito rústicas, as suas estão lindas.
Beijos!

Flávia F. Pena disse...

Obrigada Fátima!
Seja sempre muito bem vinda.
Adoro! rs
Beijos.

Anônimo disse...

Ola! as minhas harwothias secam do nada as tipo attenuata de folhas duras, sera que estou cultivando numa terra errada, elas estão em um vaso de cimento, gostaria de outras dicas e se devo mudar de tipo de vaso elas? obrigada!!!

António Jesus Batalha disse...

Blog encantador,gostei do que vi e li,e desde já lhe dou os parabéns,
também agradeço por partilhar o seu saber, se achar que merece a pena visitar o Peregrino E Servo,também se desejar faça parte dos meus amigos virtuais faça-o de maneira a que possa encontrar o seu blog,para que possa seguir também o seu blog. Paz.
António Batalha.

Flávia F. Pena disse...

Obrigada pela visita!
<3

Camila Oriente Batalhone disse...

Olá, estou conhecendo o blog agora, estou adorando! Amoooooooo cactos e suculentas e tenho também uma pequena coleção... tb tenho um blog, dá uma passadinha lá...http://diariodeumasementeira.blogspot.com.br/
No meu instagram sempre posto foto diária das minhas plantinhas , se tiver segue lá @camilabatalhone e no meu facebook particular tenho album com as minhas coleções de suculentas e cactos (Camila Oriente Batalhone).
Abraços!

Ju Sores disse...

Gente, que legal!
Estou morando em Taiobeiras e vi que vc é de Salinas (tão pertinho!)
Estou começando uma coleção agora e amei seu site.
Muito obrigada por compartilhar o conhecimento.
E quem sabe podemos nos conhecer, hein! Tenho amigos em Salinas e, às vezes, vou aí.

Anônimo disse...

Adoro essas lindas suculentas !

Isabel Nascimento disse...

Onde eu encontro as sementes dela? Amo a que tem folhinha crespa, com listrinhas brancas...

Unknown disse...

Como eu faço mudas???