domingo, 13 de julho de 2014

Adubação: Torta de Mamona, Farinha de Osso e NPK


E Belinha ajudando sempre a embelezar os espinhudos! rs


TORTA DE MAMONA PARA FOLHAS MAIS VERDES

Torta de mamona é um adubo orgânico muito eficiente, é o principal subproduto da mamoneira, é muito rica em nitrogênio, e de fácil absorção pelo solo....
A torta de mamona é o que sobra dos grãos de mamona depois da moagem que é feita para a extração do óleo de mamona que hoje está sendo muito divulgado, e estudado .
A mamona é o principal produtor de biodísel, e o que sobra é transformado em adubo...
Se você misturar 1k de torta de mamona com 300g de farinha de ossos e uma xícara de cinza de madeira, você fará em casa um poderoso composto, que serve para adubar qualquer tipo de planta.


Farinha de osso

Farinha de osso - ótima para preparação de covas junto com esterco pois ajudará na formação de raízes dando a planta maior resistência a seca quando adulta.
A farinha de ossos é um fertilizante natural, obtido de ossos de animais frigorificados.
É um fertilizante rico em fósforo e outros micronutrientes, como cálcio e magnésio.
Ele é indicado para estimular o florescimento e a frutificação das plantas.
A farinha de ossos tem 24.00 de P que é o P do famoso NPK por isso é tão boa para fazer florescer, ela é bem mal cheirosa, mas quando colocar é só regar que o mal cheiro some todo...
Porém apesar de ser natural ele contém um quantidade substancial de amônia que é liberada em sua decomposição quando acrescentado à terra.
O excesso de amônia pode "queimar" as plantas.
As folhas ficam amarelas e depois morrem, a planta nunca mais se desenvolve.
Portanto use com cuidado.























N - P - K

No período de desenvolvimento, geralmente primavera e verão, as plantas, principalmente as cultivadas em vasos, necessitam de adubação com NPK. De maneira simplificada, tais nutrientes são responsáveis por:

Nitrogênio (N) - aumentar o crescimento;

Fosforo (P) - desenvolvimento das raízes;

Potassio (K) – encorajar o desenvolvimento de flores e frutos.

Em geral, os adubos devem ser aplicados no plantio e misturados ao substrato na primavera e no verão quando, geralmente, a planta está fora de seu estado de dormência.

Ao adubar sempre se deve ter em mente que a maioria destas plantas vive em locais pobres em nutrientes, portanto, ao utilizar algum adubo, procure sempre colocar menos da metade indicada, evitando assim o enfraquecimento das plantas e o conseqüente aparecimento de pragas e doenças.



Há formulações diferentes de fertilizantes NPK, baseadas na sua finalidade. Em geral, usa-se:

NPK 4-14-8 (4 partes de nitrogênio, 14 partes de fósforo e 8 partes de potássio), para espécies que produzem flores e frutos. Ex. hibisco, azaléias, violetas, cítricos como a laranjeira, hortaliças (legumes), etc. Além disso, segundo a maioria dos fabricantes, esta formulação é ideal para ser aplicada no momento do plantio dos vegetais, no preparo do solo, pois o alto teor de fósforo proporciona uma melhor formação e desenvolvimento das raízes e estrutura das plantas.

NPK 10-10-10 (partes iguais dos 3 elementos), especial para espécies que não florescem e não produzem frutos, como as samambaias. Segundo os fabricantes, esta formulação também é ideal para ser aplicada em plantas já formadas, na forma de cobertura. Neste caso, pode ser usada em flores, folhagens, hortaliças e frutíferas. Serve para fortalecer plantas de uma maneira geral.

NPK 15-15-20 (15 partes de nitrogênio, 15 partes de fósforo e 20 partes de potássio), rica em potássio, esta formulação é considerada bem prática, pois pode ser usada também no cultivo hidropônico, sendo indicada especialmente para hortas.

As aplicações devem levar em conta a estação do ano e a espécie de planta.

Na primavera, o adubo que contém nitrogênio vai estimular a brotação, o crescimento da planta e das folhas. No outono, um adubo com mais potássio vai favorecer o desenvolvimento e fortalecimento das raízes, caule e frutos. Nas espécies floríferas e frutíferas devemos adubar com mais fósforo no início da primavera. Nas espécies frutíferas a adubação deverá ser suspensa no início da floração e retornar apenas quando o fruto estiver do tamanho de uma ervilha, já para as espécies floríferas a adubação deverá ser suspensa durante toda a floração.

Não adube as plantas quando secas, e sim aproximadamente uma hora após as regas, devendo as aplicações serem feitas preferencialmente no final da tarde, ou pela manhã bem cedo.

Não devemos adubar plantas transplantadas, é necessário aguardar pelo menos 40 dias antes de reiniciar as adubações.

Há opiniões diferentes quanto a esta questão, mas numa regra geral não devemos adubar no período mais frio do ano (inverno), quando as plantas estão em estado de dormência. E, devemos diminuir a adubação no período mais quente (verão).

Também há no mercado as fórmulas preparadas especialmente para determinadas espécies de plantas ornamentais. É o caso das violetas, orquídeas, rosas e samambaias. Neste caso, os fabricantes elaboram uma fórmula adequada às necessidades nutricionais de cada espécie.

Uma outra formulação especial já encontrada no mercado é o NPK granulado para gramados, que pode ser aplicado de uma forma bem rápida e prática, simplesmente espalhado sobre o gramado.

A freqüência de adubação varia de acordo com a espécie cultivada. Algumas precisam mais outras menos, mas, de forma geral, a adubação pode ser feita a cada dois meses. Mas lembre-se: quanto à dosagem e forma de aplicação, siga rigorosamente as indicações do fabricante, que constam na embalagem do produto.

Fique atento para as quantidades de adubo a serem aplicadas, quando a adubação é demasiadamente excessiva, além do gasto ser maior do que o desejado as plantas podem apresentar queima nas raízes, folhas e frutos, prejudicar a fertilidade da planta ou até mesmo morrer devido a este excesso, além de aumentar a salinidade do solo.

5 comentários:

Dieiny Josiane disse...

Ola tudo bem. Que belas dicas.. passei para conhecer seu blog e ja amei. Seguindo aqui pode retribuir? ???.
Obrigada e beijinhos ♡
♥http://dieinydicas.blogspot.com

Flávia F. Pena disse...

Obrigada pela visita Dieiny!
Volte sempre!
Vou te visitar também.
Bjs

Claudio Dos Santos disse...

Gostei das dicas!!!
Parabéns pelo blog!!

devanir pereira disse...

Gostei, obrigado!!

Unknown disse...

Marcos Ribeiro: gostei muito obrigado.