domingo, 13 de julho de 2014

Enxertos - Dicas II

Já houve um poste sobre enxerto.
Vou apenas acrescentar o que já existe.
A espécie mais utilizada pra fazer enxertos é Hylocereus 
undatus, a Pitaia. 
Mas várias são usadas, como mandacarus e até mesmo as Opuntias (palmas).
Praticamente todas as espécies de cactos podem ser enxertadas, mas dá-se preferência as de crescimento lento e as sem clorofila (aqueles cactos vermelhos e amarelos). 
Essas últimas, obrigatórias. Existe de tudo enxertado, desde Ripsalis até Melocactus.
Cabe a criatividade de cada um.
Uma outra espécie muito apropriada para o porta enxerto (cavalo) é o Myrtillocactus geometrizans. 
Pode ser usado Tb o Hylocereus, Selenicereus mais no centro-oeste, Pitainha do cerrado, ou pitaya amarela colombiana (Selenicereus megalanthus).




Enxerto com a flor de maio
1º - Segue quase o memo esquema, tudo esterelizado,etc.

2º - A planta que servirá de cavalo vc tem que fazer um corte para encaixar a flor de maio ( corte fica sendo de = ou - 2 cm )

3º - Peque para enxertar um pedaço da planta FLOR DE MAIO que esteja na posição de um V com 3 a 4 gominhos, mas essa pedaço que está em V tem que ficar com + ou - meio gominho = a (2cm)

4º - Agora com cuidado coloque a planta FLOR DE MAIO no corte que vc fez no cavalo, tomando o cuidado para deixar apenas o meio gominho enterrado no cavalo, pois quando acaba o cavalo tem que ficar saindo apenas o V do cavalo.





Como dito. O enxerto auxilia no crescimento mais rápido do enxertado. Entretanto, contudo, todavia...rs
Existem plantas que não conseguem realizar fotossíntese sozinhas, como os cactos coloridos, daí a necessidade da técnica. 


Na net encontramos no geral muitas dicas.
Mas... o mais importante é que você não desista logo no inicio.
Tudo novo é complicado e requer tempo.
Então se aperfeiçoe e bom trabalho.
Vai aí alguns garimpos da net.



É muito simples fazer enxertia de cactos…
Para o porta enxerto (cavalo), poderá ser utilizado um cacto da família –  Hylocereus undatus. (família da pitaya).
O processo consiste em fazer o contato direto entre os dois tipos de cactos que se deseja enxertar, ou seja: Cavalo e cavaleiro. Mas para isso é necessário cortar no local de junção entre os dois, para que a seiva ao secar, faça a união entre as  duas partes.
 Fazer o contato, fixar as duas partes com elásticos ou barbantes, ou colocar em sacos plásticos e amarrar bem apertado de forma que fiquem bem ligados cavalo e cavaleiro.
Em seguida, acondicionar em uma caixa escura e colocá-la em local sem umidade por uma semana, para que as partes cortadas cicatrizem.
Na seqüência plantar em vasos com solo arenoso e colocá-los em local protegido de chuvas.
Regar o solo do vaso de uma a duas vezes por semana, sem encharcar, mantendo o cuidado de nunca molhar o local da enxertia, aquela parte de ligação entre os cactos, para evitar apodrecimentos.



2 comentários:

Simone Felic disse...

Acho super interessante os enxertos , tenho vontade de fazer, pena que o espaço está quase nenhum para mais plantas por aqui.
bjs
http://eueminhasplantinhas.blogspot.com/

Flávia F. Pena disse...

Nem me fale em espaços Simone.
Penso que logo terei que mudar para um sitio, se quiser continuar a cultivar meus babys.
É um vicio saudável, mas que requer e espaço! rs
Obrigada!
Volte sempre